Assistimos: Demolidor 3ª temporada

Depois de Duas temporadas de Luke Cage, Duas temporadas de Punho de Ferro, a 2ª temporada de Jessica Jones, Defensores e Justiceiro; a Marvel Netflix finalmente retorna ao título que começou seu universo: Demolidor!

As temporadas

Na primeira temporada vimos o nascimento do Demolidor como herói. Em sequência, na segunda temos crises e desafio a suas crenças terminando com o fim de seu alter ego (e uma suposta morte em Defensores). E, agora, na 3ª temporada, temos sua ressurreição (nada mais católico do que uma ressurreição, né?) e uma jornada para equilibrar suas ações como Demolidor e a vida de Matt Murdock (e o questionamento para saber se o equilíbrio é possível). Não é à toa que a principal base para esta temporada é a saga Born Again ( Nascido de novo), que no Brasil foi traduzida como A queda de Murdock.

Aliás, se quiser saber mais sobre esta saga, você pode checar aqui.

E Aí? presta?

Acho possível dizer que a 3ª temporada é no nível da primeira. Consegue equilibrar excelentes cenas de ação, arcos interessantes para todos os personagens e vilões fantásticos. O Rei do Crime volta aos holofotes como vilão principal (como não amar a caracterização de Vincent D’Onofrio). E para melhorar, o Mercenário (Bullseye no original) tem sua (re)estréia em live-action, caso você conte a caracterização de Colin Farrell no filme de 2003.

Ninguém me chama de Mercenário, mas você sabe que eu sou eu!

A história do Mercenário é bem diferente dos quadrinhos, porém encaixa muito bem com o tom e proposta da série. O ator Wilson Bethel faz um excelente trabalho e as cenas de ação utilizam bem a principal característica da personagem: ser excelente arremessador de coisas. Parece bobo, mas (dessa vez) fizeram funcionar muito bem nas telas deixando-o genuinamente ameaçador.

Beleza, agora manda aí o mimimi que eu sei que tem.

Para variar, poderia ter dez episódios ao invés de 13. Aliás, todas as temporadas do Universo Marvel Netflix poderiam ter 10 episódios (com exceção de Defensores que, na minha humilde opinião, poderia ser zero mesmo). Muitos episódios ficam desnecessariamente arrastados (há um, mais para o final, especialmente inútil). Que vontade de dar uns tapas na produção da série!

Acho que já perdi a conta de quantas críticas já li e escrevi sobre essas séries onde a principal reclamação é exatamente esta. Achei que tinham aprendido com a segunda temporada de Punho de Ferro (que ficou melhor com 10 episódios), mas obviamente estou enganado.

O que esperar para o futuro?

Parece que o estalar de dedos de Thanos atingiu o Netflix: Punho de Ferro e Luke Cage já foram cancelados. Aparentemente, Jessica Jones ainda terá uma terceira temporada. Contudo, com a Disney planejando sua própria plataforma de streaming, o futuro de Demolidor, Justiceiro e um eventual Defensores 2 estão cada vez mais incertos. Só nos resta esperar. Eu não contaria com uma 4ª temporada não… Pelo menos Charlie Cox (Matt Murdock), Deborah Ann Moll (Karen Page) e Elden Henson (Foggy Nelson) nos deram excelentes versões de suas personagens que serão referência para qualquer produção futura.

Nota 9 – por conta do número de episódios da temporada.

Que o estalar de dedos de Thanos não continue fazendo estragos!

Please follow and like us:

Related Post