Punho de Ferro – 2ª temporada

(Sem Spoilers). Dormiu durante a primeira temporada de Punho de Ferro? Achou Defensores meio chato? Acha que Danny Rand é mala e irrecuperável? Punho de Ferro – 2ª temporada  está aí no Netflix para abrir seus chacras, reequilibrar seu chi e cobrir sua predecessora de porrada.

Por incrível que pareça a produção de Punho de Ferro conseguiu se reorganizar e trazer uma segunda temporada sólida, com excelentes cenas de luta (coreografadas por Clayton Barber, que trabalhou em Pantera Negra), e personagens secundários fantásticos.

Menos é mais

Outro ponto forte é a mudança para dez episódios (e não 13 como de costume). O ritmo arrastado de algumas séries neste universo é uma crítica que permeia todas as temporadas até o momento, com exceção talvez da primeira temporada de Demolidor e Jessica Jones. O número de episódios de Punho de Ferro – 2ª temporada parece ter alcançado o equilíbrio ideal.

Punho de Ferro – 2ª temporada

Opa, então a série tá foda? Calma pequeno gafanhoto, não é bem assim.
Mesmo com todos avanços, Punho de Ferro – 2ª temporada ainda sofre com os defeitos de sua primeira temporada: Danny Rand. Finn Jones ainda não encontrou sua melhor performance, e seu personagem ainda sofre de falta de direcionamento.

Porque ele fez questão de voltar para empresa dos pais e em seguida largar a empresa? Após enfrentar o Tentáculo em Os Defensores o que vai fazer da vida? Sua aparição na segunda temporada de Luke Cage  nos leva a acreditar que ele finalmente encontrou um equilíbrio e estaria preparado para aprender a ser um usuário melhor do poder de Shou-Lao, mas já no inicio desta temporada vemos que ele está perdido. Assim como os roteiristas da série.

E o(s) vilão(ões)? Como indicado no final da primeira temporada e nos trailers, Joy Meechum e Davos (irmão de criação de Danny Rand de Kun-Lun) unem forças para se vingarem. Davos tem boas motivações e segue uma linha mais clássica de vilanismo. O arco da Joy que parece ser “problemas de primeiro mundo” e suas decisões ficam um pouco forçadas. Não é o ideal, mas dá pro gasto.

Conclusão

Vale a pena assistir. Ignore o mimimi do Danny Rand e aproveite a interações entre Coleen Wing e Misty Knight; a chegada de Mary Walker (que possui o melhor arco na série); e as já  mencionadas cenas de lutas 2.0 ultra-melhoradas. No meu ranking pessoal Netflix/Marvel, se encontra empatada em 4º lugar ao lado de Luke Cage 1 e Demolidor 2. Aliás, as três primeiras até o momento: Demolidor 1, Jessica Jones 1 e Justiceiro.

Que o Chi esteja com você!

Veja o trailer da segunda temporada de “Iron Fist”

 

 

 

 

 

Please follow and like us:

Related Post