Porque assistir Big Fish & Begonia

A produção chinesa de Lian Xuan e Zhang Chun se inspira em um mito antigo taoísta chinês e algumas histórias tradicionais da cultura. A trama de Big Fish & Begonia envolve três personagens principais, Chun, Kun e Qiu – Primavera, outono e peixe grande, respectivamente.

Chun vive numa sociedade mística, que fica abaixo do oceano da Terra em que os humanos vivem. Aos dezesseis anos, participa de um tradicional rito de passagem da aldeia, em que todos os jovens se transformam em animais aquáticos, golfinhos vermelhos caso, e passam uma semana no mundo humano para conhecer as leis e tradições humanas.

Em determinado momento, fica presa numa rede e um rapaz se sacrifica para salvar o animal. Ressentida com o que aconteceu, Chun embarca numa jornada para reparar seu erro e dar ao garoto alguma expectativa, envolvendo também um amigo de sua confiança, Qiu, que se torna o maior aliado daqueles que desafiam diversas leis para que possam ter um final feliz.

A aldeia em que Chun e Qiu vivem é mágica, e as pessoas que ali vivem têm o poder de controlar as plantas, o fogo ou o gelo, e a morte para eles era como uma passagem para a eternidade. O fator fantasioso no roteiro proporciona ao espectador o encontro com criaturas fantásticas, paisagens naturais belíssimas e personagens fortes e belos que fazem crescer uma satisfação no peito daqueles que procuram a fantasia em sua forma mais pura e tradicional.
Os diretores já haviam declarado que seu “sonho é fazer um filme de animação tocante ao coração, que trará aos adolescentes poder de amor e fé”, e conseguiram com êxito ao explorar a fé e a convicção que motivaram Qiu e Chun a salvar a vida de Kun, e ainda o amor que unia os três personagens principais através de todas as complicações.

Eu como jovem, alvo de animações como Big Fish e da sociedade contemporânea, posso dizer que o afeto presente em Big Fish & Begonia é um sentimento que sinto falta nas relações atuais. Vendo que Chun desafiou seus pais e foi expulsa de sua sociedade por um amor que ela acreditava e que cresceu dentro de si, assim como Qiu. A fala dos diretores, juntamente com o comportamento de Chun e Qiu me fazem querer viver o amor e explorar meus sentimentos amplamente. O questionamento que fiz a mim mesma e gostaria de instigar em você que está lendo é: Você acredita no seu amor?

Nota: 1o

Please follow and like us: