Suflê

Mais um livro para o tema do Desafio Literário Popoca de abril, livros onde a comida é importante para o plot! Dessa vez, escolhi uma autora turca, Asli Perker, com o seu único livro (por enquanto) traduzido em outros países, inclusive no Brasil.

spoiler free

Apesar da autora ser turca, o romance Suflê não só é universal, em termos de tratar de problemas, situações e sentimentos comuns a humanidade como um todo, mas também é globalizado, porque trata de três histórias distintas que se passam na Turquia, França e EUA. O que as liga é um livro de receitas de Suflê, o que explica o título.

Na Turquia seguimos a história de uma dona de casa cujos filhos já cresceram e se mudaram (sendo que a filha migrou para a França), mas que precisa cuidar da mãe doente, e a cozinha é o restou em sua vida que ainda faz sentido e lhe dá esperança. Na França, seguimos a história de um rapaz recém viúvo, que para se sentir mais perto da esposa falecida e como exercício para começar uma nova vida, resolve aprender a cozinhar. Nos EUA seguimos a história de uma imigrante das Filipinas que passou a vida se anulando frente aqueles que ela ama enquanto tenta manter a sanidade mental cozinhando pratos do mundo inteiro.

Enfim, é um livro bastante dramático, e eu aconselho a leitura com uma caixa de lenços de papel à disposição, você vai precisar.

Fiquei apaixonada pelo estilo da autora, e me surpreendeu demais a sua capacidade de ilustrar dramas tão humanos. Gostei tanto que estou triste que ainda nenhuma outra de suas obras tenham sido traduzidas do Turco, o que eu espero que seja uma injustiça a ser revista muito em breve.

A literatura turca tem me surpreendido muito ultimamente, e para quem curte bons livros e gostaria de ampliar os horizontes das suas leituras, que, normalmente, se restringe à literatura brasileira, americana e europeia (basicamente ingleses e franceses), é uma ótima sugestão para começar.

Nota 10.

Please follow and like us: