Será que “Você” falhou ao retratar um relacionamento abusivo, ou acertou demais?

Joe Goldberg (Penn Badgley) é aparentemente um cara normal de Nova York. Mora sozinho e trabalha numa livraria, onde passou boa parte de sua infância e juventude. Sua vida muda quando uma jovem atraente entra em sua loja e chama sua atenção de um jeito especialAté aí tudo bem, mas em cerca de uma hora, Joe descobre nome e sobrenome de Guinevere Beck (Elizabeth Lail), sua idade, endereço, ocupação.  Ele ainda se dá a liberdade de diagnosticar todos os problemas da vida da garota, assumindo a responsabilidade de arrumar a bagunça. Dá pra acreditar?

Dá sim, justamente porque Joe é um personagem perigoso e que só fez mal desde que entrou na vida de Guinevere. Ao final do seriado cheguei a conclusão de que nunca estaremos seguras. É cada vez mais difícil encontrar uma maneira de enxergar quem é ou não confiável. Podemos estar, numa hora, conhecendo alguém interessante numa livraria, e na outra nos vendo trancadas num porão.

A narrativa de Joe mostra os detalhes sujos de sua conduta obsessiva e manipuladora, levando alguns espectadores a pensar que ele é na verdade um louco apaixonado – WTF?

O que me leva a refletir a influência que um homem, aparentemente perfeito, tem sobre as mulheres. Não é comum simpatizar com um personagem que rouba, mata, monitora sua rotina e manipula situações. Não sei se pelo charme do ator, ou o medo da solteirisse eterna, mas o jovem conseguiu encantar as mulheres.

O relacionamento abusivo é perigoso, e  mata. Quanto antes nos darmos conta da situação, melhor. Cabe a nós identificar esses problemas e não baixar a guarda nunca. Qual foi a sua percepção sobre o seriado?

Nota: 7

Please follow and like us:

Related Post