Chris Evans e o dia em que o Capitão América enfrentou o presidente dos EUA

Eu não sou o maior fã de Chris Evans, mas pode ser que vá me tornar um. Cresci achando que o Capitão América não era só um herói patriota, mas principalmente um ícone da defesa dos direitos universais. E ele agora parece disposto a provar isso.

Tudo começou quando o presidente dos Estados Unidos Donald Trump twitou o seguinte, na véspera do Natal:

Eu ganhei uma eleição, dita como a maior de todos os tempos, baseada em nos retirar das guerras sem fim e onerosas no exterior e baseada em fronteiras fortes que irão manter nosso país seguro. Nós lutamos pelas fronteiras de outros países, mas nós não lutamos pelas nossas próprias fronteiras.

Até aí, nada novo no front. Afinal, Trump é notório por usar meias-mentiras ou mentiras bem completas e repeti-las como se fosse a verdade. Só que dessa vez o Capitão Fucking América estava lá e…

Chris Evans X Trump

Em tradução livre, Evans rebateu o depoimento de Trump desse jeito:

Você ganhou a eleição porque fez uma campanha baseada em ódio medo e desinformação*. Você provocou discórdia, fingiu inocência, blefou com o patriotismo e, descaradamente, usou táticas do pátio da escola para nos distrair da sua ignorância.

A Rússia também interferiu

Você também está fazendo um trabalho ruim

Turn down for whaaaaaaaaaaatRapaz, mas que patada Evans deu no presidente. Será que este é o momento em que ele mais honrou o escudo do Capitão América? A gente acha que sim…

É o momento mais frágil do governo Trump. Ao exigir bilhões para construir um muro entre Estados Unidos e México, o presidente comprou briga com o congresso, de maioria democrata e que não aceita gastar dinheiro público com o devaneio. O presidente garante que vai construir o muro, mas enquanto isso toda verba federal é bloqueada, o que causa atraso de salários entre funcionários públicos da Casa Branca.

* Soa familiar, né?

Please follow and like us: